Fale conosco

(21) 2253-5422

E-mail

canovacontabil@canovacontabil.com.br

Pesquisar

Como funciona a tributação para restaurantes?

Fale com um especialista agora gratuitamente!

Não te mandaremos spam!

Nesse artigo você vai ver:
Como Funciona A Tributação Para Restaurantes? - C. A. Nova Contábil

Tributação: entenda como funciona em seu restaurante

Um guia completo sobre a tributação de restaurantes, com informações essenciais para uma boa gestão

Se você é dono de um restaurante ou pretende abrir um, conhecer as regras de tributação que se aplicam a seu negócio é extremamente importante.

Afinal, os impostos são uma parte significativa dos custos e podem afetar a sua lucratividade e competitividade.

Mas você sabe quais são os principais impostos que um restaurante deve pagar? 

E qual é o melhor regime tributário para o seu caso? 

Não se preocupe com isso, pois vamos te explicar como funciona a tributação para restaurantes e dar algumas dicas para você ter uma gestão efetiva.

Como funciona a tributação de bares e restaurantes?

Assim como em toda pessoa jurídica, a tributação em restaurantes é orientada principalmente pelo regime de tributação.

Por isso, é necessário conhecer os tributos pagos e principalmente, as regras de cada regime para ter uma tributação mais amena.

Quais são os impostos que um restaurante deve pagar?

Um restaurante é considerado uma atividade mista, pois envolve tanto a prestação de serviços, quanto a venda de mercadorias. 

Por isso, ele está sujeito a impostos sobre produtos e serviços, desse modo, os principais tributos pagos são:

  • Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS);
  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS);
  • Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ);
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL);
  • Programa de Integração Social (PIS);
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

Além desses impostos, um restaurante também deve pagar as contribuições previdenciárias e trabalhistas.

Por exemplo, o (INSS) e (FGTS) dos seus funcionários, bem como as taxas municipais, como o IPTU do imóvel onde funciona o estabelecimento.

Qual é o melhor regime para a tributação de um restaurante?

O regime tributário é como os impostos são calculados e recolhidos pelas empresas. 

Trata-se de um sistema de leis que regulam a tributação da empresa.

Existem três opções principais, o mais lembrado é o Simples Nacional, mas, também é possível escolher o Lucro Presumido ou Lucro Real. 

Como cada uma tem suas vantagens e desvantagens, vamos entender melhor sobre eles para saber qual se encaixa melhor com seu restaurante.

Mas antes disso, quer saber como reduzir seus impostos? Te explicamos no artigo a seguir: 

Simples Nacional

É um regime simplificado que reúne os principais impostos federais, estaduais e municipais em uma única guia de pagamento nomeada como DAS. 

O regime pode ser usado por restaurantes que faturam até R$ 4,8 milhões por ano e se enquadram nas atividades permitidas pelo Anexo I do Simples Nacional. 

As alíquotas variam conforme a receita bruta do restaurante, podendo ir de 4% a 19%. 

O Simples Nacional tem como vantagens a facilidade de apuração e pagamento dos impostos, a redução da carga tributária e a dispensa da escrituração contábil.

Lucro Presumido

Já o Lucro Presumido é um regime em que os impostos federais (IRPJ e CSLL) são calculados com base em uma margem de lucro fixa, definida pela legislação. 

As empresas que faturam até os R$ 78 milhões por ano podem utilizar esse regime.

No entanto, as empresas com uma lucratividade superior à presumida podem tirar melhor proveito do regime, pois, pagariam menos impostos que uma tributação no Lucro Real.

Lucro Real

É um regime em que os impostos federais (IRPJ e CSLL) são calculados com base no lucro efetivo do restaurante, apurado pela escrituração contábil. 

É obrigatório para os restaurantes que faturam mais de R$ 78 milhões por ano, ou que têm uma lucratividade inferior à presumida. 

O Lucro Real tem como vantagens a possibilidade de compensar prejuízos fiscais, a dedução de despesas operacionais e a redução da base de cálculo do PIS e COFINS.

Conte com a CA NOVA CONTÁBIL para otimizar a sua gestão tributária?

Como você pode ver, a tributação para restaurantes é um assunto complexo, que exige um bom conhecimento das normas fiscais. 

Por isso estamos aqui, para te ajudar a gerenciar, efetivamente, seu setor tributário e ter economia e eficiência.

Entre em contato conosco agora!

CLIQUE AQUI E TENHA UMA GESTÃO TRIBUTÁRIO EFETIVA!

Compartilhe nas redes:

Pesquisar

Categorias

Categorias

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados

Controle Financeiro Para Dentistas Infantis Garanao Sucesso (1) - C. A. Nova Contábil

Contabilidade eficiente para Dentistas Infantis!

Contabilidade para Dentistas Infantis: estratégias para Gerenciar suas Finanças com Eficiência Descubra como dentistas que atendem crianças podem otimizar sua gestão financeira com dicas especializadas

Recomendado só para você
Carga horária em restaurantes: como contabilizar? Entender os principais fatores…
Cresta Posts Box by CP